Posts recentes

Tags

Nenhum tag.

Dia Internacional do Diabético


Hoje, 27 de junho de 2019, é o dia Internacional do Diabético. A comemoração nasceu com o objetivo de promover a conscientização da sociedade – desde médicos, ONGs e o governo até a população em geral – sobre a doença e as formas de tratamento. Nós, que falamos de um estilo de vida saudável na terceira idade, não poderíamos deixar de abordar o assunto.

Em vista do cuidado integral que engloba a saúde do idoso e a alta prevalência de doenças crônicas não transmissíveis nessa população, o tratamento do diabetes deve ser individualizado, visto que suas complicações são as mesmas de um indivíduo jovem, mas podem ter um maior impacto na qualidade de vida. Sabe-se que o próprio envelhecimento causa uma série de mudanças no funcionamento dos órgãos que tornam o indivíduo mais propenso a desenvolver a doença. Aliada às alterações normais que ocorrem com a idade, que por si só já tornam o idoso um indivíduo com necessidades nutricionais e ingestão alimentar diferenciados, a falta de atividade física e alguns fatores sociais como diminuição do poder aquisitivo, isolamento social, dificuldade de locomoção, pouco acesso aos alimentos (compra, dificuldade no preparo por baixa acuidade visual ou cognição), tornam o manejo do diabetes no idoso diferente do indivíduo jovem.

COMO DIAGNOSTICAR O DIABETES

Infelizmente, ele costuma ser descoberto só quando já está bem instalado, o que dificulta seu controle. Por isso, além da atenção aos sintomas da doença (aumento de fome, mais sede e produção intensa de xixi), é até mais importante fazer o exame de glicemia regularmente. Lembrando que também existe o diabetes tipo 1 nessa faixa etária.

PREVENÇÃO DO DIABETES

O incentivo para uma alimentação saudável e balanceada e a prática de atividades físicas é prioridade. Manter hábitos saudáveis ajudam a prevenir o diabetes e diversas outras doenças.

  • Comer diariamente verduras, legumes e, pelo menos, três porções de frutas.

  • Reduzir o consumo de sal, açúcar e gorduras.

  • Parar de fumar.

  • Praticar exercícios físicos regularmente, (pelo menos 30 minutos todos os dias).

  • Manter o peso controlado.

Devemos considerar não só a alimentação e atividade física, mas também um cuidado especial com as medicações, uma vez que o uso de múltiplos medicamentos é comum no idoso, sendo necessário se atentar às interações entre os próprios medicamentos e com os alimentos, assim como aos possíveis efeitos colaterais (ex.: alterações de apetite, boca seca) que podem interferir na ingestão, e às suas doses já que episódios de hipoglicemia (açúcar no sangue muito baixo) podem levar a tonturas, fraqueza, e consequentemente à quedas, assim como a hiperglicemia (açúcar no sangue muito alto) pode também levar à confusões mentais e a longo prazo levar a danos graves em diversos órgãos.Lembrando que a prevenção e o tratamento contra o diabetes.

Fontes: www.saude.br / www.saude.gov.br / vivabem.uol.com.br


Logo_Anjosda3Idade.png

Av. Paulo de Frontin, 685

Rio Comprido, Rio de Janeiro - RJ

20260-261, Brasil

Tel.: (21) 3987-7375  |  (21) 2273-7363

Logo_ChaledaVovo_A_Prancheta 1.png
Solar Marina

© 2020 por Anjos da Terceira Idade.

Entre Em Contato!

Assessoria de Comunicação